/images/banners/minas_on_line/minasonline.jpg

Atendimento de urgência psiquiátrica infantojuvenil

Descrição : O serviço de urgência psiquiátrica atende crianças e adolescentes que sofreram uma alteração no pensamento (delírio) ou alteração nas ações (atos agressivos), situações que precisam de atendimento rápido, pois estão associadas a casos de risco de vida.

Os casos mais comuns de adolescentes ou crianças que precisam ser levadas para o atendimento de urgência acontecem quando elas se tornam agressivas dentro de casa, quebrando brinquedos e móveis, ou então, quando agridem violentamente os professores e colegas na escola. São casos de pessoas que ficam irritadiças sem ter um motivo aparente e começam a agredir a elas mesmas ou às pessoas que estão à sua volta.

Esse serviço atende também pacientes em situação de alteração nas condições mentais decorrente do uso de drogas e acompanha pessoas que sofreram traumas no crânio e ficaram com alguma sequela. Para o atendimento de urgência, deve-se encaminhar a criança ou adolescente para o Centro Psíquico da Adolescência e Infância, ou então se chamar o resgate por meio do Corpo de Bombeiros (193) ou pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), através do número 192.

As principais situações de emergência psiquiátrica são: – comportamento violento (uma pessoa que se apresenta agressiva ou com comportamento violento é uma emergência, por demonstrar atitudes que ameaçam outras pessoas e o patrimônio); – comportamento depressivo e/ou ansioso (pacientes que apresentam sintomas intensos de angústia e que podem apresentar, junto, sintomas corporais, como começar a suar, sentir o coração bater mais rápido, sentir falta de ar e ter a sensação de que vai morrer, ficar retraído e isolado); – delírio (a pessoa apresenta-se mais sonolenta, tem dificuldade em prestar atenção no que se passa ao seu redor e tem alucinações - vê coisas que não existem); – psicoses agudas (quando a pessoa fica fora da realidade, desorientada, muitas vezes não sabe quem é ou onde está, vê e ouve coisas que ninguém mais vê ou ouve – alucinações–, acredita que alguém a persegue ou quer prejudicá-la ou acredita em alguma outra coisa que não corresponda à realidade).

 

Valor da taxa: Gratuito.

Documentos Necessários: Acompanhante ou responsável: Documento de identificação (Carteira de Identidade ou Carteira de Motorista ou Carteira de Trabalho). Criança ou adolescente: Certidão de Nascimento ou Carteira de Identidade.

Unidades onde o serviço é prestado:

Município Unidade :

FHEMIG nas redes sociais

   Twiter Facebook   

 ouvidoria

Acesso Rapido