/images/banners/minas_on_line/minasonline.png

Fhemig alerta: Manuseio de fogos de artifício exige atenção

 

 

 

Nas comemorações de fim de ano, é preciso ter extremo cuidado ao manusear fogos de artifício, já que estes são os artefatos que mais causam acidentes, provocando queimaduras de terceiro grau e até a perda de membros. O explosivo só deve ser acionado em área aberta e o perigo aumenta quando é colocado um foguete sobre o outro.

O cuidado ao manusear foguetes de mão é fundamental.  Na grande maioria das ocorrências, o acidente acontece com pessoas que normalmente não sabem manusear o foguete, e, além disso, não seguem as orientações do fabricante. Segundo o coordenador do setor de queimados do HJXXIII, o cirurgião Marcus Mafra, as lesões mais comuns neste tipo de acidente são as das mãos. “O rosto também fica muito exposto, podendo ocorrer lesões nos olhos, e até auditivas, devido à explosão”, explica o médico.

Quando ocorre o acidente, deve-se envolver a área afetada com um pano limpo e umedecido em água gelada e jamais colocar qualquer tipo de produto. A vítima deve ser encaminhada imediatamente para atendimento médico.

Somente este ano, até o dia 25 de dezembro  foram atendidas 75 vítimas de acidentes com fogos de artifício no HJXXIII. O mês com mais atendimentos foi setembro – 16. No mesmo período do ano passado foram atendidas 65 pessoas pelo mesmo motivo. 

FHEMIG nas redes sociais

   Twiter Facebook   

 ouvidoria