Pesquisas na FHEMIG

Nos últimos anos, as atividades científicas e tecnológicas da Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig) ganharam incremento, tendo em vista a busca pela excelência também nesse campo. A associação entre experiência e grande volume de atendimentos, nas diversas áreas e especialidades, permite à Fhemig ocupar posição de destaque, com potencial para conduzir pesquisas nacionais e internacionais, com qualidade, segurança e racionalidade (excluir o trecho, pois é desnecessário).

A importância e o papel estratégico que a pesquisa representa para a Fhemig adquire forma com a crescente produção científica em suas diversas áreas de atuação, com a busca da excelência e do desenvolvimento de novas técnicas e produtos, com a prestação de serviços e com o atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). Para promover e fortalecer a área, a Fhemig conta com os Núcleos de Ensino e Pesquisa (Nep’s), a Diretoria de Desenvolvimento Estratégico e Pesquisa (Diesp), da Gerência de Pesquisa e o com o Comitê de Ética em Pesquisa (CEP).

Os Nep’s, presentes em todas as unidades assistenciais da Fhemig, funcionam como elos entre os Grupos de Pesquisa, as Diretorias Assistenciais, a Diretoria de Ensino e Desenvolvimento de Pessoas e a Diretoria de Desenvolvimento Estratégico e Pesquisa. Eles são, no âmbito da unidade assistencial, o órgão responsável pelo registro e controle de toda atividade científica realizada pelos pesquisadores, e pelo envio dos projetos de pesquisa e demais documentos, diretamente à Gerência de Pesquisa/Diesp, para apreciação técnica.

A Gerência de Pesquisa, subordinada à Diesp, foi criada em 2007, com a finalidade de fomentar a atividade científica e definir as linhas estratégicas de interesse para a Fundação, em consonância com sua política institucional de pesquisa. Dentre as ações estratégicas de incentivo, merece destaque a criação do Núcleo de Inovação Tecnológica (Fhemig-Inova) e do Centro de Pesquisa. Setores responsáveis pela organização, estruturação e apoio aos pesquisadores para a elaboração, condução e divulgação da produção científica e tecnológica da Fhemig, bem como para a proteção intelectual e o registro de patentes.

Cabe também à Gerência de Pesquisa administrar as cotas de bolsas interinstitucionais de iniciação científica (Programas PIBIC e BIC Jr. da Fapemig), bem como analisar e emitir pareceres referentes a projetos de pesquisa e inovação a serem desenvolvidos na instituição, ainda que não envolvam seres humanos.

O Comitê de Ética em Pesquisa (CEP) é um colegiado interdisciplinar e independente, com “múnus público” (que emana do poder público ou da lei e que é exercido em proveito da coletividade), criado para defender os interesses dos sujeitos das pesquisas, em sua integridade e dignidade, e contribuir para o desenvolvimento da pesquisa, dentro de padrões éticos. Está diretamente ligado à Presidência da Fhemig e segue as resoluções da Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (CONEP) e do Conselho Nacional de Saúde (CNS).

O CEP é responsável pela avaliação e acompanhamento dos aspectos éticos das pesquisas envolvendo seres humanos. Esse papel está estabelecido nas diversas diretrizes éticas internacionais (Declaração de Helsinque, Diretrizes Internacionais para as Pesquisas Biomédicas envolvendo Seres Humanos – CIOMS) e nacionais (Res. CNS n.º 196/96 e complementares), e visa salvaguardar a dignidade, os direitos, a segurança e o bem-estar do sujeito da pesquisa. O CEP é responsável pela emissão de parecer consistente, e independente de influências corporativas e institucionais, a fim de contribuir para o processo educativo dos pesquisadores, da instituição e dos próprios membros do comitê. Além disso, o CEP colabora para a discussão do papel da pesquisa no desenvolvimento institucional e social.

Constituindo-se uma das maiores redes hospitalares do Brasil, a Fhemig desponta como centro em potencial para o desenvolvimento de estudos clínicos e para a geração de novas tecnologias. A instituição oferece tratamento de vanguarda a seus pacientes, enquanto cria competência, capacitação, laboratórios e massa crítica para validar novas moléculas e bioativos, em parceria com instituições e centros de pesquisa nacionais. Assim, a Fhemig caminha para exercer importante papel estratégico, não apenas como prestadora de serviços assistenciais na área da saúde, como também produtora de conhecimento, de modo a contribuir para o desenvolvimento de novas tecnologias nas áreas farmacêutica, de equipamentos médico-hospitalares e de biotecnologia.

Grupos de Pesquisa

A Política de Pesquisa, Inovação Tecnológica e Proteção à Propriedade Intelectual da Fhemig foi instituída em novembro de 2008, pela portaria presidencial nº 525/2008. O documento definiu as bases para a regulação e o fomento das atividades de pesquisa e inovação, com foco no desenvolvimento de tecnologias de qualidade, em consonância com os interesses estratégicos da instituição, definidos em linhas de pesquisa próprias e impulsionados por grupos de pesquisa formalmente instituídos.

Os grupos de pesquisa são formados por profissionais pesquisadores, hierarquicamente organizados, conforme os diversos campos de atuação, com participação interinstitucional, multiprofissional e interdisciplinar, de acordo com as normas estabelecidas pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), órgão pelo qual os grupos de pesquisa da Fhemig são certificados.

A liderança dos Grupos é exercida por doutores (prioritariamente) e mestres da Fhemig. Eles atuam, baseados nas vocações presentes nas diversas unidades, como propulsores do processo produtivo científico e tecnológico da instituição, a fim de contribuir para a valorização dos talentos internos, além de possibilitar o reforço da imagem institucional nas áreas de ciência, tecnologia e inovação.